O QUE É?

O laser é uma fonte de luz com vários comprimentos de onda que lhe conferem propriedades terapêuticas, portanto, possuem ação anti-inflamatória, analgésica e bioestimulante. Atualmente devemos considerar o laser um auxiliar terapêutico indispensável ao consultório odontológico. De um modo geral, o laser terapêutico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos, sempre que se necessite de um efeito local ou ainda quando se necessite de um efeito terapêutico geral.

INDICAÇÕES

Alívio da dor: promove o alívio de dores de diversas etiologias, dores de origem pulpar, dores nevrálgicas, dores em tecido mole, mialgias, dores de pré e pós-operatório, entre outras aplicações. Reparação tecidual: promove uma reparação tecidual mais rápida em caso de lesões traumáticas. Redução de edema ou inchaço: indicado na aplicação do pós-operatório de procedimentos periodontais (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), bem como de outras cirurgias orais menores. Alívio da hipersensibilidade dentária. Paralisia facial. Herpes labial. Aftas. Alveolite: infecção ou inflamação do alvéolo pós-extração dentária. Exodontia: pós-extração dentária. Nevralgia do trigêmeo. Periodontite. Dores na articulação temporo-mandibular.

COMO FUNCIONA?

A laserterapia é um tratamento realizado com um equipamento laser de baixa potência, cuja energia é absorvida pelas células doentes do corpo. Esta energia aumenta a microcirculação local e restabelece a produção de ATP celular (energia) promovendo cicatrização, ação anti-inflamatória e analgésica no local da irradiação. O tratamento com laser é rápido, indolor, seguro (requer o uso de óculos) e não apresenta efeitos colaterais quando realizado corretamente pelo dentista. O número de sessões de laserterapia é variável conforme a lesão a ser tratada e de acordo com o perfil do paciente.